domingo, 23 de julho de 2017

Viajante à Luz da Lua


Um homem de negócios de Budapeste parte em lua-de-mel para Itália. Aí, o reencontro com um amigo de juventude irá provocar uma alteração na sua vida e daí em diante a sua viagem irá prosseguir a solo. A busca de um caminho de vida que julgava ter encontrado, mas descobre não corresponder às expetativas, a nostalgia de uma juventude marcante e a desorientação em relação ao futuro são alguns dos temas abordados neste livro que, escrito em 1937 é também um testemunho do sentimento que se vivia na época.
Antal Szerb, o autor,  foi um dos mais importantes escritores Hungaros do século XX, cuja curta vida se repartiu entre o seu país Natal e França, Itália e Inglaterra. De origem judia acabou por ser uma das inúmeras vidas que se perderam nos campos de concentração.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

As Oito Montanhas



Pietro passa os verões da sua infância na montanha e torna-se amigo de Bruno, um rapaz da terra. A montanha é o refúgio desta família da cidade, o seu lugar de paz e o ponto em comum dos dois rapazes. Ao crescer, as vidas dos dois rapazes divergem e Pietro afasta-se por muitos anos. Quando o pai morre,  a sua herança irá devolvê-lo à paisagem que ama e à sua amizade com Bruno.
A procura de um sentido para a vida, a importância da amizade, a liberdade e a nossa pequenez perante a natureza são temas aqui bem expostos. O olhar sobre a montanha é muito vívido e de quem conhece, e a sua descrição traz-nos as suas várias facetas, das mais luminosas às mais negras.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

A Árvore dos Toraja


Philippe Claudel é um autor que sigo desde o seu Prémio Renaudot- As almas Cinzentas. Neste novo romance o escritor e realizador Francês começa por nos falar dos rituais de morte entre os Toraja, uma tribo Indonésia que faz um verdadeiro culto da morte. Claudel tem como protagonista um cineasta que perde um amigo e todo o livro se faz em torno da reflexão sobre a morte. Este não é, no entanto, um livro triste ou depressivo e termina mesmo com uma mensagem de vida.
Uma bela abordagem a um tema que nos toca a todos.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Mochilas

Com a chegada do verão chegam também as novidades em material escolar para o próximo ano letivo.
O sortido de mochilas, lancheiras e estojos é grande e várias marcas estão disponíveis: Eastpak, Ghuts, Pepe Jeans, etc.
Venham descobri-las!



segunda-feira, 19 de junho de 2017

Como Falar com Raparigas em Festas


Escrita por Neil Gaiman e ilustrada pelos irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá esta novela gráfica fala-nos de dois adolescentes, Enn e Vic que não sabem como aproximar-se e lidar com o sexo feminino.
Decidem aparecer numa festa e aí as surpresas serão muitas mas a incompreensão irá persegui-los.
Humor e fantasia, como é frequente neste autor, numa leitura agradável e com ilustrações muito originais.

terça-feira, 13 de junho de 2017

O Último Amante


Composto por quatro contos, dois dos quais já anteriormente publicados, com uma casa da Rua da Junqueira como cenário, este livro de escrita densa coloca-nos, como intrusos, do lado de lá dos muros desta casa e desvenda-nos os seus habitantes. As protagonistas são duas mulheres que vivem com um sentimento de alheamento das suas próprias vidas e que se mantém distantes e inatingíveis.
Sendo desconhecida a identidade da autora, é geralmente defendido que os seus contos terão uma vertente auto-biográfica, dada a informação disponível sobre Teresa Veiga.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

O Lugar Escuro


Heloisa Seixas é uma famosa escritora e jornalista Brasileira, várias vezes finalista do prémio Jabuti e que chega agora a Portugal, pela primeira vez, por intermédio da editora Tinta da China e do seu livro/testemunho O Lugar Escuro. Neste livro de não-ficção a autora fala-nos da sua mãe e da sua vivência da sua doença: Alzheimer. 
Um livro de grande sensibilidade onde a autora expõe os seus pensamentos e sentimentos mais íntimos naquele que é também um livro de homenagem à mãe.

domingo, 28 de maio de 2017

Sono


Nick Littlehales é um coach do sono que tem acompanhado equipas desportivas tão importantes como o Manchester United, o Real Madrid ou ainda a Sky. Neste livro de leitura acessível e muito esclarecedor, o autor fala-nos da importância que o sono tem para a recuperação dos atletas e para a população em geral. Expõe a técnica que usa, que se baseia nos estudos científicos do sono e dos seus ciclos, e fala-nos da importância dos nossos ritmos circadianos e como podemos "contorná-los". 
As dicas para melhorar a qualidade do nosso descanso são muitas e de fácil aplicação, sendo, no geral, uma leitura muito interessante.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

A Construção do Vazio


Ás vezes sofremos de preconceitos que são difíceis de ultrapassar. Foi o meu caso relativamente à escrita da Patrícia Reis. Por qualquer motivo eu tinha a ideia de que ela escrevia umas coisas levezinhas e sem interesse até que li, no ano passado, o livro A Gramática do Medo, escrito a quatro mãos em parceria com a Maria Manuel Viana. Foi uma boa surpresa e fez-me decidir a arriscar na leitura deste seu novo romance, desta vez a solo.
A história de uma menina abusada pelo pai e desprezada pela mãe e as marcas que ficam para a sua vida , é uma narrativa intensa e intimista de grande qualidade literária. Este é também o livro que fecha um ciclo na obra de Patrícia Reis, depois de No silêncio de Deus e Por este Mundo Acima.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

O Livreiro de Paris


Jean Perdu vive no seu mundo de livros desde há 21 anos quando o amor da sua vida o abandonou. A chegada de uma nova inquilina ao prédio onde reside vai abalar as suas convicções e provocar uma viagem física e interior que vai trazer Jean de volta à vida.
A premiada escritora Alemã Nina George colocou neste romance, que é um best-seller internacional, todos os condimentos necessários para garantir um sucesso junto dos leitores ávidos: Um homem que reconforta o seu coração despedaçado no seu barco/livraria e que recomenda leituras como tratamento, muitas referências literárias, uma viagem de barco atravessando a França...
De leitura rápida e agradável este romance é um momento de viagem e lazer.