sexta-feira, 18 de maio de 2018

Shrinrin- Yoku


Neste livro o assunto é a arte Japonesa da terapia da floresta. E em que consiste isto? Vários estudos levados a cabo por universidades de diferentes pontos do globo provam que o contacto com a natureza é benéfico para o homem tanto física como psicologicamente. O autor vai expondo os resultados destes estudos em alternância com a partilha da sua experiência e da realidade Japonesa.
As várias formas de vivenciarmos a floresta, os óleos essênciais de árvores e as suas capacidades terapeuticas, a importância dos sons da natureza são alguns aspetos abordados.
Se quer melhorar o seu sono, os problemas de alergias e respiratórios, fugir da depressão, nada como um "banho" de floresta.

terça-feira, 8 de maio de 2018

Lincoln no Bardo


George Saunders foi o premiado com o Man Booker Prize em 2017 com este seu primeiro romance que nos fala  de Abraham Lincoln e do seu filho Willie, que morreu aos 11 anos.
Narrado em forma de diálogo, por um coro de "fantasmas" que povoam o cemitério de Georgetown, onde a criança foi sepultada, vamos conhecendo a história de dor de um homem torturado pela perda do filho mas também a braços com um país em guerra civil.
O Bardo que dá o título ao livro é, para os orientais, um estado entre a morte e uma nova vida e é aí que se encontram os personagens do livro: mortos mas em espera por dias melhores, tal como o presidente Lincoln que está num ponto de viragem da sua vida pessoal e política.
Livro original e denso que confirma um grande escritor.

terça-feira, 1 de maio de 2018

Homens Bons


Neste romance histórico  Arturo Pérez-Reverte viaja até ao final do século XVIII. Dois académicos da Real Academia de Espanha são incumbidos de ir a Paris comprar os 28 volumes da enciclopédia de D'Alembert e Diderot. As peripécias vividas por estes dois personagens vão alternando com as suas discussões filosóficas e com as questões práticas que se foram colocando ao autor durante a escrita.
Com a ação a desenvolver-se nos anos que antecederam a Revolução Francesa este é um romance que nos coloca numa época conturbada, em que muito esteve em jogo de um e do outro lado dos Pirinéus, e que mudou a face da Europa. 
Uma leitura que, apesar de extensa, é deliciosa.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Confissão de um Assassino


Ao jeito dos clássicos Russos este Confissão de um Assassino é sobre o Mal e o Bem e a dificuldade dos Homens em separar um de outro e de optar por um ou outro caminho. A política é exposta aqui como reflexo das paixões pessoais e a polícia e a espionagem como prova de que só no mal conseguimos viver.
O "demónio" está sempre presente e tentador.
Uma história de vida intensa,  contada muitos anos após os acontecimentos, num restaurante em Paris, para onde os percalços vividos pelo protagonista o levaram. 

domingo, 15 de abril de 2018

Swing Time


Duas meninas amigas e companheiras de aulas de dança vivem numa zona desfavorecida de Londres mas têm diferentes condições de vida. A vida irá levá-las por caminhos distintos mas a ligação entre ambas permanecerá.
A narradora, menos dotada para a dança, terá a oportunidade de estudar e movimentar-se num meio social elevado enquanto Tracey - a amiga talentosa mas muito perturbada, não conseguirá sair daquele meio.
São muitas as questões sociais e éticas abordadas neste romance tais como as questões de raça e racismo, a igualdade de direitos das mulheres, a amizade, a religião, o sucesso e o insucesso. Mas no final a grande questão é: o que importa mesmo na vida? 
A música e a dança estão presentes do início ao fim do livro e são o fio condutor de toda a narração.
Bem escrito, como Zadie Smith já nos habituou, e um belo retrato do mundo  ocidental atual.

quinta-feira, 22 de março de 2018

A Tempestade



Marina Perezagua nasceu em Sevilha em 1978 e a crítica tem sido unânime em considerá-la uma das vozes mais importantes da literatura Espanhola atual.
A Tempestade é uma colectânea de contos e os 22 textos que a compõem têm temáticas muito diversas mas a imaginação é comum a todos. As questões universais da identidade, crueldade, dor, maternidade e beleza são apenas algumas das facetas do comportamento humano exploradas das mais diversas formas nestes contos. Servidos por uma escrita de grande qualidade em que a harmonia e a elegância das palavras contrastam com a dureza das narrativas.

quinta-feira, 15 de março de 2018

Um Cavalo Entra Num Bar


O sempre excelente David Grossman regressa à edição portuguesa com um romance onde o humor serve de veículo para o relato tenso e dramático da vida. Num espetáculo de stand-up, entre piadas mais ou menos politicamente corretas, Dov vai relatando algumas vivências dolorosas da sua infância e adolescência. No público, que tenta desesperadamente agarrar, está um amigo dessa época, o juíz Lazar, cuja avaliação da sua performance vai evoluindo à medida que as piadas vão diminuindo e o drama de Dov vai ganhando terreno.
Um livro onde a Shoa e as relações Israelo-palestinianas estão lado a lado com a dor dos personagens principais, numa escrita portentosa que, ao contrário do que acontece com Dov, não tem qualquer dificuldade em prender-nos.
Plenamente merecido, portanto, o Man Booker International Prize que recebeu.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Irmão de Gelo


O romance de estreia de Alicia Kopf chega a Portugal já com vários prémios no currículo.
A autora,  que é também artista plástica, leva-nos para as paisagens geladas dos pólos, mas também da Islândia. O gelo é o fio condutor de toda a narrativa que vai intercalando informações várias sobre as expedições históricas aos pólos com a vida incerta e fria da narradora e algumas considerações sobre o seu irmão mais velho que é autista.
Um livro original na sua estrutura e conteúdos e bem escrito.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Os Loucos da Rua Mazur


Prémio Leya 2017, este é o segundo romance de João Pinto Coelho que ficámos a conhecer com o excelente Perguntem a Sarah Gross .
Yankel e Eryk são dois amigos inseparáveis na Polónia do final da década de 30 do século XX. A entrada de Shionka nas suas vidas vai mudar o destino de ambos. O início da Segunda Guerra Mundial e a consequente ocupação da Polónia primeiro pelos Soviéticos e pelos Alemães depois, vão destruir a pacata cidade onde todos viviam.
Setenta anos depois dos acontecimentos o trio reencontra-se e, tendo como mote a escrita de um romance sobre os seus dias de juventude, somos levados a percorrer os seus caminhos naqueles tempos de guerra em que para além da crueldade dos ocupantes tiveram de ultrapassar as suas divergências e dificuldades. Mas será que a amizade que os unia sobreviveu a tantos e tão destrutivos ataques? 
Numa narração a dois tempos em que vamos descobrindo os segredos dos protagonistas, João Pinto Coelho consegue agarrar-nos do início ao fim deste belo romance.


quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

O Retrato



O regresso aos clássicos proporciona sempre uma garantia de qualidade e a certeza de uma leitura prazenteira. Nikolai Gógol é um desses autores que se lê sempre com gosto.
Neste conto conhecemos a história de um jovem pintor e da mudança que a sua vida sofre após a aquisição de um retrato cujo olhar enigmático é marcante para todos aqueles que o vêm. Uma verdadeira encarnação do mal, este retrato transporta-nos ao lado negro da humanidade. A inveja e a avareza são aqui retratadas de forma brilhante. Também a arte é aqui discutida tendo como pano de fundo a cidade de São Petersburgo.